(49) 3278-4591

SC 110 km 392 - Bairro de Vacas Gordas, Urubici - SC

Whatsapp

Informações

Pontos turísticos

Pontos turísticos

Distância entre principais pontos: Urubici - 13 km | São Joaquim - 60 km | Bom Jardim da Serra - 53 km

  • Cachoeira do Avencal: 7km
  • Inscrições Rupestres: 10km
  • Gruta Nossa Senhora de Lourdes: 23km
  • Caverna Rio dos Bugres: 25 km
  • Cascata Véu de Noiva: 35km
  • Morro da Igreja, Pedra Furada: 45km
  • Serra do Corvo Branco: 45km
Cachoeira do Avencal

Com 100 metros de queda livre, é frequentada por praticantes de rapel. O nome deriva da avenca, vegetação comum na região. É possível chegar de carro à parte de cima da cachoeira e a pé à parte de baixo, mas é preciso ter calçados apropriados e tomar cuidado com as pedras escorregadias. Fica no Morro do Avencal, próximo às inscrições rupestres, na chegada a Urubici para quem vem de São Joaquim.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Urubici

Inscrições Rupestres

O sítio fica no Morro do Avencal, com acesso no quinto quilômetro da estrada que vai para São Joaquim. São inscrições deixadas por povos que habitaram a região há pelo menos 4.000 anos, um dos mais importantes registros arqueológicos em território catarinense. Presume-se que esses povos considerassem sagrado o local das inscrições. Destaca-se a imagem perfeita de um rosto, a “Máscara do Guardião”, que deve ser procurada atentamente pelo visitante.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Urubici

Gruta Nossa Senhora de Lourdes

Ponto de peregrinação religiosa, fica na localidade de Santa Terezinha, a 10 km do centro de Urubici, no caminho para o Morro da Igreja. É uma gruta natural, cercada por paredões, na qual desde 1944 existe a imagem de Nossa Senhora de Lourdes. Objetos e fotos deixados no local pelos fiéis são testemunhos das graças alcançadas. Uma queda d’água com mais de dez metrosde altura completa o encanto de cenário. No local é realizada em outubro a Romaria da Penitência.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Urubici

Caverna Rio dos Bugres

Antigo abrigo de índios, a caverna fica em área de vegetação exuberante. Para chegar lá, é preciso enfrentar 11 km de estrada estreita de terra batida, mas vale a pena. Um rio é presença constante no cenário e há grande possibilidade de encontrar cavaleiros pelo caminho, com vestes e adereços tipicamente serranos.

 

Nos últimos 300 metros antes de chegar à caverna, a trilha piora e o melhor é deixar o carro e seguir a pé. Não esqueça de levar uma lanterna para apreciar o interior da caverna – e chegar à saída sem se perder!

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Urubici

 

Cascata Véu de Noiva

Com 62 metros de queda, a cascata se destaca entre as mais de 80 encontradas no município. Não há queda livre: a água desliza suavemente por grandes rochedos. Quando há maior vazão, a espuma branca faz o visual assemelhar-se ao de um grande véu de noiva – daí o nome pelo qual é conhecida.

 

A cascata fica em propriedade particular, há no local um restaurante que também serve lanches. Na caminhada de 300 metros entre o estacionamento e a base da cascata é possível flagrar diversos pássaros da fauna local – curiós, sabiás, tico-ticos, pica-paus, gaturamos, capitães-do-mato -, em uma explosão de sons e cores. Uma trilha suspensa a 10 metros de altura, com 260 metros de comprimento, ligando as copas das árvores, permite a prática do arvorismo, modalidade que chegou recentemente ao país. A cascata fica no caminho para o morro da igreja.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Urubici

Morro da Igreja, Pedra Furada

Curiosa escultura natural em forma de janela, com aproximadamente 30 metros de circunferência. Pode ser visualizada do alto Morro da Igreja, à direita de quem chega ao topo (é preciso estacionar o carro e caminhar cerca de 20 metros em direção à borda do cânion). Se o dia for límpido, é possível avistar o mar, a mais de 100 km de distância. Mas se houver nuvens o espetáculo também é belo. A Pedra Furada é o ponto de referência da divisa entre três municípios – Urubici, Bom Jardim da Serra e Orleans.

 

Para fazer a visitação ao Morro da Igreja, precisa de autorização no ICMBio, pelo fone (49) 3278-4994 ou por e-mail: agendamentoparque@hotmail.com, sem cobrança.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Urubici

Serra do Corvo Branco

A lendária estrada que foi a ligação pioneira entre o litoral e a serra continua em atividade. A “garganta” de entrada (a estrada começa no meio de dois paredões de pedra, a 27 km do centro de Urubici) proporciona uma visão impressionante.

 

Descer a serra até a cidade de Grão-Pará, como motorista ou passageiro, é uma emoção única, quase comparável à sentida em uma montanha-russa. As curvas fechadas (para se ter idéia do ângulo, caminhadas têm que fazê-las em duas manobras para não invadir a pista contrária e o tráfego de veículos maiores é proibido) e a pequena largura da estrada remetem imediatamente ao tempo em que a estrada era conhecida como “a mais temível” de todo o Brasil. O tempo passou e ela não perdeu sua imponência. Não esqueça, portanto, de testar os freios antes de começar.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Urubici